Conheça o Programa CAP

Quando o assunto é melhorar resultados na comercialização e na geração de renda, as organizações econômicas da agricultura familiar, de povos indígenas e comunidades tradicionais sabem o tamanho do desafio que é aprimorar suas práticas de gestão, sobretudo no que se refere à implantação de cadeias produtivas, justas e sustentáveis. É preciso unir forças e desenvolver capacidades.

O Programa CAP nasceu de uma parceria entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, com o apoio do Ministério Federal da Cooperação Econômica e do Desenvolvimento (BMZ) da Alemanha, em parceria com a Eco Consult e Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM). Atualmente, o Programa CAP também tem formações implementadas por parceiros como o WWF-Brasil e o Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN).

Essa união de esforços foi o primeiro passo para a construção de novas parcerias Brasil afora, com um único propósito: aumentar as capacidades locais para a melhoria na gestão de empreendimentos da agricultura familiar, de povos indígenas e comunidades tradicionais e para a ampliação da comercialização de seus produtos, com ênfase nos produtos da sociobiodiversidade.

Os desafios do mercado são muitos e exigem o aprimoramento de práticas de gestão. Para “chegar lá”, o caminho proposto pelo Programa CAP começa pelo fortalecimento de capacidades e trocas de experiências. Um processo de capacitação continuado (cursos) sobre gestão, políticas de compras públicas e participação em feiras internacionais, visando a ampliação dos mercados dos produtos da agricultura familiar e de povos indígenas e comunidades tradicionais oriundos da bioeconomia sustentável e inclusiva.

Inovação: Redesenhando formas de aprendizado

O Programa CAP junta INOVAÇÃO com PARTICIPAÇÃO social para construir conhecimento. A INOVAÇÃO está em desenvolver capacidades de atores-chaves da bioeconomia – agricultoras e agricultores familiares, de povos indígenas e comunidades tradicionais, gestores e gestoras, professores e professoras, instituições de ensino público e os técnicos e técnicas de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) – em processos continuados que permitam adaptar caminhos em busca de soluções frente a diferentes realidades locais.

As metodologias PARTICIPATIVAS são aplicadas na partilha de conhecimentos e experiências de diversos atores sociais. Todo esse conteúdo é aplicado na formação de agentes multiplicadores – uma força e tanto! – que passam também a assessorar organizações econômicas de agricultores e agricultoras familiares, de povos indígenas e comunidades tradicionais e de micro e pequenas empresas que trabalham com produtos da sociobiodiversidade e da agroecologia, em diferentes regiões e biomas do País.

Institucionalização do conhecimento é o diferencial

De mãos dadas, diversas instituições de formação profissional têm construído a trajetória exitosa do Programa CAP. Na implementação do CapGestão e CapGestores foram envolvidas a Universidade Federal do Amazonas (UFAM) – parceira implementadora do CapGestão em Manaus-AM; o Instituto Federal do Acre (IFAC) – parceiro implementador do CapGestão em Rio Branco-AC; o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) – parceiro implementador dos CapGestão e CapGestores no Macapá-AP; e a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) – parceira implementadora do CapGestão em Belém-PA. 

Juntam-se a este esforço pesquisadores e pesquisadoras da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), professores e professoras da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), do Instituto Federal do Pará (IFPA) e da Universidade Federal do Oeste Paraense (Ufopa).

O intercâmbio metodológico entre profissionais que atuam nessas instituições e a inclusão das metodologias na oferta de cursos – regulares ou extras – são uma marca importante do Programa CAP – uma ferramenta imprescindível para formação de profissionais pelas instituições de ensino.

Versões

Uma das vantagens do Programa CAP é a possibilidade de se adaptar às demandas locais – nada mais oportuno para um país tão biodiverso como o Brasil, e para seu povo, com diferentes perfis e habilidades. A partir de parcerias locais são criadas versões de cursos, adequadas aos diferentes contextos regionais, econômicos e socioambientais. CONFIRA!

CapGestão

Fortalece habilidades e capacidades da rede de assistência técnica e extensão rural (Ater) – pública e privada –, tornando o acesso ao mercado mais eficaz e sustentável.

CapGestores

Ajuda a unir a demanda de escolas e órgãos públicos por alimentos saudáveis à oferta de produtos da agricultura familiar e dos povos de comunidades tradicionais.

CapFeiras

Com vídeo aulas virtuais, qualifica os empreendimentos da agricultura familiar para alcançarem sucesso nas participações em Feiras e Rodadas de Negócios – Nacionais e Internacionais.

Linha do tempo

De onde são os participantes do Programa CAP

Galeria

Programa CAP em números

0
cursos realizados
0
participantes dos cursos
0
organizações envolvidas
0
municípios com participantes
0
estados brasileiros

Compartilhe o Programa CAP

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp